"Ser criativo nem sempre é inovar, às vezes significa olhar para trás e trazer o conhecido de forma inesperada." - Alex Atala
“Nothing is more interesting than that something that you eat.” - Gertrude Stein - Gastronomica-The Journal of Food and Culture
Mantemos um senso comum com relação a higiene medieval que generalizou-se como verdade, porém as pessoas na Idade Média se banhavam sempre que possível e tentavam se manter limpas.
Hoje como antigamente o cuidado com a limpeza na cozinha e na higienização dos alimentos é um procedimento de extrema importância: lave bem as mãos antes de usar a cozinha; limpe os utensílios que irá usar, peças de equipamentos e local de trabalho; higienize corretamente dos vegetais - legumes, hortaliças e frutas. E NÃO lave as carnes.

segunda-feira, setembro 30, 2013

ZUPPA PAVESE - Sopa Pavesa


Em 1525, o rei Francisco I de França, depois de perder uma batalha de Pavia contra o imperador Carlos I de Espanha, foi obrigado a fugir. Nos arredores de Pavia, a fome levou-o a uma fazenda chamada Cascina Repentita, onde uma camponesa estava preparando uma sopa. O rei disse-lhe quem ele era e que ele estava com muita fome. Ela colocou um pedaço de pão e um pouco de queijo em uma tigela, coberto tudo com caldo de carne e, em seguida, pensando que este alimento talvez não fosse nobre o suficiente para um rei, mesmo que fosse um Rei derrotado foi ao galinheiro encontrou alguns ovos e quebrou-os em sua tigela de sopa.

INGREDIENTES

1 litro de caldo bem temperado
1 ovo para
2 torradas de pão
1 colher de sopa de parmesão ralado.
manteiga para as torradas.

MODO DE PREPARO

Em uma panela, coloque a manteiga para fritar as fatias de pão, certificando-se que a crosta fique dourada, mas permanecem com o interior macio.
Ferva o caldo.
Arrume no fundo de cada prato quente, as torradas, quebre o ovo sobre elas com um cuidado especial com a gema que deve ficar inteira e o parmesão.
Despeje por sobre a gema, com a concha, o caldo a ferver, e leve à mesa imediatamente. Pode também levar ao forno para gratinar.

Nenhum comentário: