----------------------------------------------- */ ----------------------------------------------- */
"Ser criativo nem sempre é inovar, às vezes significa olhar para trás e trazer o conhecido de forma inesperada." - Alex Atala
“Nothing is more interesting than that something that you eat.” - Gertrude Stein - Gastronomica-The Journal of Food and Culture
Mantemos um senso comum com relação a higiene medieval que generalizou-se como verdade, porém as pessoas na Idade Média se banhavam sempre que possível e tentavam se manter limpas.
Hoje como antigamente o cuidado com a limpeza na cozinha e na higienização dos alimentos é um procedimento de extrema importância: lave bem as mãos antes de usar a cozinha; limpe os utensílios que irá usar, peças de equipamentos e local de trabalho; higienize corretamente dos vegetais - legumes, hortaliças e frutas. E NÃO lave as carnes.

sábado, janeiro 31, 2015

FRITTELLE DELL'IMPERATORE (sec. XIV)

"Fritelle da Imperadore magnifici. Se tu voy fare fritelle da Imperadore, toi la chiara de l’ ova e fete de formazo frescho, e battile cum la chiara de l’ ova, e mitige un pocho de farina e pignoli mondi. Toy la padella cum assay onto, falo bolire e fay le fritelle. Quando sono cocte, polverizali ben zucharo e tienli caldi, etc."

INGREDIENTE

250 g queijo fresco
3 claras
30g pinoli
50g farinha de trigo
Açúcar

PREPARAÇÃO

Amasse com um garfo queijo e incorporar as claras até obter um creme liso. Adicione a farinha e pinoli. Aqueça uma panela com óleo muito quente. Com uma colher coloque a massa tentando fazer bolas. Quando eles estejam douradas, retire e deixe escorrer e colocá-los em papel toalha. Polvilhe com açúcar e sirva ainda quente.

A tavola nel Medioevo. Con 150 ricette dalla Francia e dall'Italia Copertina flessibile – 2012 di Odile Redon (Autore), Françoise Sabban (Autore), Silvano Serventi (Autore), M. Salemi Cardini (Traduttore)

Este trabalho, ao mesmo tempo uma lição de história e uma aula de culinária. É o resultado de uma pesquisa na biblioteca e experimentação na cozinha: 150 das melhores receitas encontradas em manuscritos do século XIV e XV são aqui traduzida e comentadas, com todas as indicações para a sua realização prática. O leitor é guiado com cuidado na seleção dos ingredientes e preparação necessárias, especificando as vezes da quantidade e de cozinha, sem excluir a utilização do (por exemplo, freezer e liquidificador) colocando a técnica disponível hoje em dia. Ao mesmo tempo, cada receita é também uma oportunidade para entrar na vida quotidiana medieval, conhecendo os hábitos, rituais, cores e sabores.


Nenhum comentário: