----------------------------------------------- */ ----------------------------------------------- */
"Ser criativo nem sempre é inovar, às vezes significa olhar para trás e trazer o conhecido de forma inesperada." - Alex Atala
“Nothing is more interesting than that something that you eat.” - Gertrude Stein - Gastronomica-The Journal of Food and Culture
Mantemos um senso comum com relação a higiene medieval que generalizou-se como verdade, porém as pessoas na Idade Média se banhavam sempre que possível e tentavam se manter limpas.
Hoje como antigamente o cuidado com a limpeza na cozinha e na higienização dos alimentos é um procedimento de extrema importância: lave bem as mãos antes de usar a cozinha; limpe os utensílios que irá usar, peças de equipamentos e local de trabalho; higienize corretamente dos vegetais - legumes, hortaliças e frutas. E NÃO lave as carnes.

quarta-feira, setembro 02, 2015

VINCOTTO

O vincotto (do latim ‘vino cotto’ – ‘vinho cozido’) é o mosto de uma uva de cor escura e sabor doce produzido principalmente na Apúlia. É produzido a partir de variedades de uvas para vinho tinto nativas da região, Negroamaro e Primitivo, e outras variedades, como Malvasia e Baresana. 
ILUSTRATIVA
O sabor é doce e não pode ser considerado um vinagre, mas que a partir dele pode ocorrer um vinagre balsâmico agridoce chamado 'vinagre de vincotto' ou 'vincotto agrodolce', usado da mesma maneira do vinagre balsâmico. 
Os romanos utilizavam o vincotto (do latim 'vino cotto' = 'vinho cozido') como ingrediente para enriquecer carne e outros pratos assim como adoçante na confeitaria. Antes do uso de cana-de-açúcar foi introduzida mesclando-o com mel. Também era utilizado diluindo com água como bebida energética doce, ou como um “vinho” romano fortemente embriagador.
FONTE: [http://es.wikipedia.org/wiki/Vincotto]

A RECEITA

INGREDIENTES (para cerca de 1 litro de 'vincotto')

3 litros de vinho tinto - LATE HARVEST (Tardio)
Casca de canela
Cravo
Cascas de laranja secas
Panela de cobre.

PREPARAÇÃO

O vinho deve ser filtrado passar por uma peneira para remover algum resíduo e colocado numa panela de cobre para ser cozido lentamente (se possível num fogo à lenha cujo calor é direto) mexendo sempre e por várias horas até alcançar uma redução de um terço do volume.

Antes de iniciar o processo e para que tenha um controle da redução necessária, coloque um litro de vinho dentro da panela e mergulhe uma colher de madeira e faça uma marca com uma faca para definir a medida da redução. Coloque a totalidade do vinho e quando o liquido atingir a fervura adicione a canela, cravo e cascas de laranja secas. Reduza o fogo e cozinhe por um longo tempo, lembre-se que o conteúdo deve ser reduzido em um terço e ter uma consistência espessa, semelhante a óleo ou azeite. 
Depois de pronto, o vincotto deve ser esfriado e filtrado, para em seguida ser acondicionado em garrafas de vidro, esterilizada e seca. As garrafas bem fechadas com rolhas de cortiça são colocadas em um lugar escuro e fresco.


Nenhum comentário: