"Ser criativo nem sempre é inovar, às vezes significa olhar para trás e trazer o conhecido de forma inesperada." - Alex Atala
“Nothing is more interesting than that something that you eat.” - Gertrude Stein - Gastronomica-The Journal of Food and Culture
Mantemos um senso comum com relação a higiene medieval que generalizou-se como verdade, porém as pessoas na Idade Média se banhavam sempre que possível e tentavam se manter limpas.
Hoje como antigamente o cuidado com a limpeza na cozinha e na higienização dos alimentos é um procedimento de extrema importância: lave bem as mãos antes de usar a cozinha; limpe os utensílios que irá usar, peças de equipamentos e local de trabalho; higienize corretamente dos vegetais - legumes, hortaliças e frutas. E NÃO lave as carnes.

domingo, outubro 08, 2017

ROAST BEAVER - castor assado

 Os castores são imediatamente reconhecíveis em bestiários medievais, porque eles estão sempre representados da mesma maneira: em fuga, perseguido por um caçador, que é frequentemente soprando um chifre e acompanhados por cães de caça e ter uma cauda de peixe. A história dos castores esta relacionada nos bestiários de modo extremamente colorido. O castor foi muito procurado por seus testículos, que teve muitos usos medicinais.

Os testículos de castor não têm valor especial, mas o animal tem uma glândula sob sua cauda que secreta uma substância química chamada castoreum. O castóreo é uma secreção oleosa glandular do castor, que este animal usa para se impermeabilizar, engordurando sua pelagem. As glândulas secretoras (duas) situam-se junto aos órgãos genitais do animal. Tem a cor parda, sólida, forte odor característico, é composto basicamente por colesterol, ácido benzoico e ácido salicílico, tendo seu uso em perfumaria e na farmacologia, como estimulante e antiespasmódico..

INGREDIENTES

1 castor de tamanho pequeno ou médio
Bicarbonato de sódio (*)
Cebolas fatiadas
Bacon

PREPARAÇÃO

Remova toda a gordura aparente. Mergulhe a carne numa solução fraca de bicarbonato de sódio e água. (uma colher de chá -5g - de bicarbonato de sódio para um litro d’água). Ferva 15 minutos e escorra o líquido e coloque a carne coberta com bacon sobre uma cama de cebolas e asse em forno a 200°C até ficar macio.

(*)
PESQUISANDO:
  • Diversas plantas, inclusive algas, podem ser processadas de forma a obter-se um bicarbonato de Sódio de baixa pureza. Este era o processo dominante na Europa até o fim do século XVIII, sendo especialmente intenso na Espanha. O processo consiste em colher essas plantas, secá-las e queimá-las, lavando as cinzas restantes (lixiviação) para formar uma solução alcalina, que, quando levada à secura, dava origem a um Carbonato de Sódio sólido. [W]


Nenhum comentário: