"Ser criativo nem sempre é inovar, às vezes significa olhar para trás e trazer o conhecido de forma inesperada." - Alex Atala
“Nothing is more interesting than that something that you eat.” - Gertrude Stein - Gastronomica-The Journal of Food and Culture
Mantemos um senso comum com relação a higiene medieval que generalizou-se como verdade, porém as pessoas na Idade Média se banhavam sempre que possível e tentavam se manter limpas.
Hoje como antigamente o cuidado com a limpeza na cozinha e na higienização dos alimentos é um procedimento de extrema importância: lave bem as mãos antes de usar a cozinha; limpe os utensílios que irá usar, peças de equipamentos e local de trabalho; higienize corretamente dos vegetais - legumes, hortaliças e frutas. E NÃO lave as carnes.

quarta-feira, novembro 01, 2017

ERBOLATE - omelete com ervas

Esta receita integra o livro Forme of Curye (Master Chef of King Richard II of England), ab. 1390 A.D. (Page 80r). A imagem é de um manuscrito original digitizado pela bilbioteca da John Rylands University a partir de uma impressão de 1780 editada por Samuel Pegge.

O texto original e a transcrição preservam a forma abreviada da escrita que era uma prática comum no final do século 14.

Muitas das ervas listadas nesta receita são de difícil acesso encontrada com facilidade na maioria dos supermercados. Neste caso, pode optar por usar verduras folhosas (rúcula, agrião, chicória, almeirão etc tendo atenção com a quantidade) ou ervas frescas ou secas (Manjericão, Orégano, Coentro, Alecrim, Tomilho.)

Erbolate
Take parsel, myntes, sauerey, & sauge, tansey, veruayn, clarry, rewe, ditayn, fenel, southrenwode, hewe hem & grinde hem smale, medle hem up with Ayrenn. do butter in a trape. & do þe fars þerto. & bake it & messe it forth.

Erbolate. .clxx.viii.xii. 
Take p(er)sel. mynt(es). sau(ur)ay & sauge. & tansay. ferbayne. clarry. rewe. dytayn. fenel. southrenwode. hewe hem & grynd hem smale. medle he(m) hem [sic] up wiþ ayro(u)n. do butt(er) in a trap(e) & do þe fars þer to. & bake hit and messe hit forth.

INGREDIENTES

50g de ervas
20g de manteiga
8 ovos
Sal

PREPARAÇÃO

Pegue a salsinha, a hortelã, a segurelha, a salvia, o tansy (Tanacetum vulgare, conhecida pelos nomes de catinga-de-mulata, tanaceto, atanásia, erva-de-São-Marcos, Palminha), a verbena, esclareia (SALVIA ESCLAREIA – Salvia sclareia era usada como planta medicinal no Antigo Egito, para tratar a infertilidade, e tanto os gregos como os romanos acreditavam que assegurava uma vida longa. Na Idade Média, era conhecida como óculos chiste, que quer dizer “o olho de Cristo”.  *Clarus significa “claro” em latim e a própria erva (não o óleo) talvez tenha sido usada para limpar o muco dos olhos. Na Inglaterra do século XVI, usava-se a salva esclareia, em lugar do lúpulo, no fabrico da cerveja. Ela também entrava na composição dos vinhos alemães para os tornar mais inebriantes. FONTE), o arruda, o erva - pimenteira, o erva-doce/funcho, e losna (Artemísia, Abrótano (Artemisia abrotanum), erva-lombrigueira (Artemisia campestris subsp. Glutinosa).

Corte-os finamente triturando-os e remova as partes lenhosas, se houver.
Bata os ovos com sal e misture com as ervas. Unte uma assadeira com manteiga e derrame a mistura dos ovos e ervas.

Coloque em forno pré-aquecido a assadeira por 30 minutos ajustado para a 180°C ou até atingir uma crosta dourada.


Nenhum comentário: