----------------------------------------------- */ ----------------------------------------------- */
"Ser criativo nem sempre é inovar, às vezes significa olhar para trás e trazer o conhecido de forma inesperada." - Alex Atala
“Nothing is more interesting than that something that you eat.” - Gertrude Stein - Gastronomica-The Journal of Food and Culture
Mantemos um senso comum com relação a higiene medieval que generalizou-se como verdade, porém as pessoas na Idade Média se banhavam sempre que possível e tentavam se manter limpas.
Hoje como antigamente o cuidado com a limpeza na cozinha e na higienização dos alimentos é um procedimento de extrema importância: lave bem as mãos antes de usar a cozinha; limpe os utensílios que irá usar, peças de equipamentos e local de trabalho; higienize corretamente dos vegetais - legumes, hortaliças e frutas. E NÃO lave as carnes.

CRONOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO


Você sabe qual o alimento mais antigo do mundo?

Na verdade o mais antigo alimento do homem é o leite materno, concorda? Mas aqui vamos estar apresentando a marca no tempo para o descobrimento de alguns vegetais como alimento pelo homem e também o início da fabricação de alimentos que até hoje comemos e apreciamos. O mais antigo alimento vem sendo produzido desde 10.000 anos antes do nascimento de Cristo. E se você respondeu: pão, acertou. E além  do pão, outros alimentos já estavam sendo saboreados pelos nossos antiquíssimos ancestrais, como a pipoca - desde 3.600 anos antes do início da nossa Era - e até mesmo o hambúrguer, que já se comia desde o no século XIV.

Todos os seres vivos necessitam de combustível para sobreviver, mas os seres humanos são os únicos seres vivos que aliam os gostos às suas necessidades nutricionais. Embora todos os animais se alimentem, apenas o homem cozinha os alimentos. Deste modo, a culinária transforma-se num símbolo da nossa humanidade, algo que nos distingue do resto dos elementos da natureza. A alimentação transformou-se rapidamente num dos muitos rituais comuns aos seres humanos, variando de cultura para cultura, mas assumindo, quase sempre, uma atividade de grupo. 

O homem, enquanto elemento do ecossistema, necessita de comida, e os seus hábitos alimentares variam em função do que o meio que o rodeia lhe pode oferecer. Contudo, também os seres humanos foram determinantes na evolução dos alimentos, seja pela seleção e domesticação de espécies animais e vegetais, seja pelo desenvolvimento de todos os métodos e instrumentos necessários à sua transformação para a dieta humana. O culminar de todo este processo é, sem dúvida, a proliferação dos alimentos transgênicos e a crescente uniformização dos hábitos alimentares dos povos.

Os alimentos exemplificados nos marcos da modernidade podem não corresponder para todos os povos, uma vez que os determinantes político-econômicos que definem o acesso à alimentos regionais e importados, são muito diferenciados entre os países. 

Antes da Era Cristã

10.000 a.C. – Primórdios da Agricultura; cultivo de cereais e fabrico rudimentar de pão; sal, peixe e arroz já são usados na alimentação;
8.000 a.C. – lentilhas;
7.000 a.C. – feijões;
6.500 a.C. – Domesticação generalizada do gado, embora já existisse caprinos e suinos domésticos desde 9.000 a.C. e 7.000 a.C. respectivamente;
6.000 a.C. – queijo e milho;
5.500 a.C. – mel e açúcar de cana;
5.000 a.C. – azeite e abóboras;
4.000 a.C. – uvas, laranjas e melancias;
3.600 a.C. – pipocas;
3.200 a.C. – domesticação das galinhas;
3.000 a.C. – sopa, cevada, cenouras, ervilhas, favas, cebolas, pimenta;
2.800 a.C. – rebentos de soja;
2.700 a.C. – chá;
2.600 a.C. – cogumelos;
2.500 a.C. – batatas;
2.000 a.C. – alfarroba;
1.500 a.C. – amendoim e chocolate;
1.000 a.C. – pepino e pickles;
900 a.C. – tomates verdes;
600 a.C. – couves;
500 a.C. – salsichas e alcachofras;
400 a.C. – pasta e beterraba;
300 a.C. – bananas;
200 a.C. – espargos;
65 a.C. – marmelos.

Depois de Cristo

100 – mostarda, pudins, morangos, alcaparras, nabos, gelado;
200 – sushi;

IDADE MÉDIA

600 – beringela
700 – espinafres
900 – bacalhau
1.000 – nêsperas
1.300 – introdução do açúcar em Inglaterra, a partir do Médio Oriente; hambúrgueres e waffles
1.500 – agrião e panquecas; lagosta, peru, abacate (entre outros) começam a ser trazidos do Novo Mundo para a Europa
1484 – cachorro quente
1493 – introdução de ananás na Europa

FIM DA IDADE MÉDIA

Nenhum comentário: